Chorar faz bem!

Que o digam Paulo Bento e Carlos Freitas que viram o Sporting ser claramente beneficiado pela arbitragem, quando Vukcevic abalroa autenticamente Flávio Meireles, uma jogada muito vista no Rugby, mas que o árbitro decidiu não sancionar, e que no seguimento dá o primeiro golo do Sporting.

Desta vez não ouvi ninguém vir protestar contra as arbitragens, pudera ...

1 comentários:

José S. Sousa disse...

Lá diz o ditado: Quem não chora não mama.