Sabor amargo...

Foi assim que o Clássico me deixou, não porque o Benfica perdeu, não porque perdeu contra o Porto, mas sim porque perdeu e não fez nada por ganhar!

Muitos tentam dizer que na segunda parte o Porto não atacou, que foi azar, que isto e que aquilo, mas eu não vi na equipa do Benfica a atitude vencedora que teve por exemplo contra o Milan, ou que teve contra a Académica quando estava a perder por 1-0. Vi um Rui Costa desgastado, um Nuno Gomes trabalhão, um David Luiz a ser comido por um Quaresma como se não fosse nada, um Léo ... (o Léo jogou?), e o Luís Filipe a fazer o que já nos habituou (nada!).

Na segunda parte o Porto recuou e deu o domínio do jogo ao Benfica, que não teve qualidade nem vontade para dar a volta ao jogo.

Nuno Gomes teve a oportunidade do jogo aos 50 segundos, e acredito se ele não tem rematado a bola para a linha lateral (entretanto apareceu Pedro Emanuel a evitar que para lá fosse), o jogo tinha sido diferente, mas não foi, porque Cardozo é o matador do Benfica e ali de certeza que não falhava.

Meter Adu a 10 minutos do fim como se de oxigénio se tratasse, não chega, e o americano é muito bom, mas tem que jogar muito mais, entrou e ia fazendo golo, se a bola entrasse Camacho seria um visionário, mas a verdade é que Freddy Adu já demonstrou que tem qualidade, finaliza bem e merece jogar mais. Ainda espero ver Adu entrar a titular esta época na Liga, mas já nem digo nada em respeito a isso.

Parabéns ao Porto, ao Quaresma, aos meus amigos portistas que ficaram todos contentes!


PS: Jesualdo Ferreira mostrou mais uma vez a falta de carácter que tem demonstrado desde que assinou pelo clube de Pinto da Costa.

PS2: Jorge Sousa é muito fraquinho, mas depois do que vi neste fim-de-semana, numa arbitragem pelas distritais alentejanas, posso dizer que a arbitragem portuguesa é uma vergonha (e sim, um jogador levou vermelho directo por dizer "isto é uma vergonha!").


Ficha do Jogo:

12ª Jornada da Liga BWin

Estádio da Luz, em Lisboa

Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)

SL BENFICA: Quim; Luís Filipe, Luisão, David Luiz e Léo; Petit e Katsouranis (Cardozo, 64 m); Maxi Pereira (Di María, 70 m), Rui Costa e Cristián Rodríguez; Nuno Gomes (Freddy Adu, 78 m).

FC PORTO: Hélton; Bosingwa, Bruno Alves, Pedro Emanuel e Fucile; Lucho Gonzalez, Paulo Assunção e Raúl Meireles (Bollati, 80 m); Tarik Sektioui (Hélder Postiga, 60 m), Lisandro López e Ricardo Quaresma (Mariano González 68 m).

Disciplina: Amarelos a Fucile (43 m), Tarik (52 m), Katsouranis (62 m), Di María (75 m) e Helton (86 m).

Golos: 0-1, Quaresma (42 m).

3 comentários:

Anónimo disse...

Em que jogo do distritalão foi isso?

José Sousa disse...

Não é estranho que o Makukula (na altura o melhor marcador da Liga) tenha sido expulso na jornada anterior ao Marítimo ir jogar no Dragão e tenha sido expulso ontem, em Braga (segundo amarelo sem qualquer razão que o justifique - embora merecesse ter sido expulso ainda na primeira parte, por agressão, mas uma coisa não justifica a outra), na jornada anterior ao Marítimo receber o Sporting, nos Barreiros?

kandanda disse...

Certo, certo é que estamos sem meio-campo competitivo, sem defesa à direita, com um defesa que se farta de ameaçar que vai embora à esquerda e com um ponta de lança que mais parece uma estaca de feijão verde em dia de ventania forte! Deixem-se andar a tossir para dentro e verão como se perdem alegremente pontos para os rivais...